Alerta, camaradas!

Vi hoje na televisão um programa em que um vereador de determinada Câmara Municipal se dirigia aos seus Camaradas.   Não teria sido possível eu ver essa cena, se não estivesse lá o cameraman (anglicismo!) com a sua câmara. 

Ora aqui temos nós quatro palavras aparentadas, de entre várias outras pertencentes à mesma família.:  Todas derivam do latim camara ou camera (usaram-se as duas grafias), que, por sua vez derivou do grego kamara, e cujo significado é abóbada ou compartimento.

No português antigo, câmara era simplesmente um quarto numa habitação ou uma sala. 

Havia os conselheiros reais, que se reuniam na “câmara d’el-rei” e exerciam junto do monarca funções semelhantes às dos ministros de hoje.

Com o uso deram origem a outras corporações com o mesmo nome: Câmaras Municipais, Câmaras de Comércio, etc.

No exército, os soldados que dormiam na mesma câmara (quarto, dormitório) referiam-se uns aos outros por seus “camaradas”.    Daí ganhámos um sinónimo para “companheiro”.

No século X, um cientista iraquiano, da cidade de Basra, Abu Ali Al-Hassan ibn Al-Haitham, foi o primeiro a realizar metodicamente experiências sobre uma observação, que já os chineses haviam feito muitos séculos antes, e depois deles também os gregos: a luz que penetra por um pequeno orifício, numa das paredes de um quarto às escuras, projecta-se lá dentro, na parede contrária.   E, se entre essa luz e a parede se interpuser um objecto, a sombra desse objecto fica visível na parede-tela.

Chamou-lhe, na língua árabe, “Al.Bayt al-Muthilim” (a casa escura, ou o quarto escuro).  Traduzido em latim, a língua que utilizavam os cientistas do ocidente, deu camera obscura, ou seja a “câmara escura”.

Graças às observações de Al-Hassan, explicadas num tratado sobre óptica, que ele escreveu, viria a ser inventada a “câmara fotográfica” e a fotografia.

E da fotografia veio o cinema e o vídeo, para os quais se usam aparelhos, a que continuamos a chamar câmara.

Portanto, camaradas da Câmara, olhem bem para a câmara, para ficarem bem no retrato.  

1 Response to “Alerta, camaradas!”


  1. 1 al cardoso 30 Março 2008 às 9:36 am

    Uma excelente explicacao, de facto camaradas e uma palavra muito mais antiga do que o comunismo, coisa que muita gente desconhece!

    Shalom.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: