Educação em círculos

Escrevem-me comentando que para se manter um blog sobre a história das palavras é necessário um saber enciclopédico.Seria, se o blog tivesse pretensões a englobar todo o saber sobre esta matéria.Não é o meu caso, como já constataram.Já na antiguidade, muitos escritores, como Aristóteles e outros, conceberam a ideia de reunir toda a sabedoria humana num só lugar. Teria sido também essa a intenção com que foram criadas as grandes bibliotecas universais, como a de Alexandria e de Pérgamo.A primeira tentativa para compilar conhecimentos gerais úteis, o que hoje se chamaria talvez cultura geral, pertenceu ao inglês John Harris, através da sua obra Lexicon Technicum (1704).Entre 1768 e 1771, foi publicada uma tanto ou quanto modesta obra, em três volumes, com o formato que hoje apresentam as enciclopédias. Era a venerável Enciclopédia Britânica.Mas a obra que deu mais fama ao novo género literário foi a Encyclopedie, em francês, de Denis Diderot, terminada em 1772.  

Não façam troça de mim, mas a palavra enciclopédia é composta dos elementos gregos en+kuklos+paideia.Comecemos pela parte final. Paideia significa educação.Mais propriamente educação das crianças, dos jovens, educação elementar que qualquer criança deve adquirir. Criança dizia-se país e dai derivaram pediatra, pedagogo, pedante, pajem e pedofilia, etc.De Kuklos derivou círculo, e todas as palavras derivadas de círculo.Portanto ENCICLOPÉDIA é a educação em círculo, ou seja geral, englobando todas as matérias de interesse.Uma enciclopédia é pois uma obra que engloba, de forma facilmente consultável, informação de interesse para qualquer ser humano, atemporal, isto é, que não se desactualiza, e resumida de forma a ocupar um espaço manuseável.Mas há, sim, senhor, indivíduos que são verdadeiras enciclopédias ambulantes.Eu conheci dois homens assim. Não há assunto de que se fale, que eles não desenvolvam logo, com uma autoridade e uma sabedoria de fazer inveja.E como ambos trabalharam na mesma empresa, um colega deles comentava: “O que me desespera não é o não saber tanto como eles. É não saber o suficiente para ter a certeza de que o que eles dizem está certo!” 

 

2 Responses to “Educação em círculos”


  1. 1 al cardoso 2 Fevereiro 2007 às 4:14 pm

    Infelizmente gente como esses seus amigos cada vez ha menos!!!

    Shalom

  2. 2 Nuno Matos 3 Fevereiro 2007 às 12:44 pm

    Eu diria mesmo mais: para se fazer um blog sobre a origem das palavras é necessário um saber enciclopédico e muito bom humor.

    Nuno Matos


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: